<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:1178-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">1178-1</td><td><b>AVALIAO DA ASSISTENCIA A SAUDE DA MULHER NA ESF: UMA PROPOSTA PARA A AUDITORIA</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Denise Rodrigues Diniz </u> (UFBA - Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia) ; Milena Nascimento Ferreira (UFBA - Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia) ; Ester de Souza Costa (UFBA - Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia) ; Priscilla Azevedo Souza (UFBA - Escola de Enfermagem da Universidade Federal da BahiaUFBA - Escola de Enfermagem da Universidade Federal da BahiaUFBA - Escola de Enfermagem da Universidade Federal da BahiaUFBA - Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>No Brasil, as aes de auditoria j foram incorporadas ao setor sade, sendo compreendida como uma ferramenta fundamental para a organizao e avaliao da qualidade da oferta dos seus servios. Considerada elemento essencial dos processos de regulao dos servios de sade, a auditoria a partir da analise e do senso critico que possibilita apontar correes para a melhoria da qualidade dos servios prestados a populao. O objetivo geral deste estudo foi construir uma proposta de avaliao da assistncia a sade da mulher na Estratgia Sade da Famlia que subsidie a realizao de auditoria, identificando desta forma, possibilidades e dificuldades da assistncia em relao a implementao das polticas de assistncia a sade da mulher, alm de construir um instrumento de avaliao que subsidie a atuao do auditor. Trata-se de um estudo avaliativo de abordagem quantitativa e qualitativa. A matriz de indicadores para a avaliao da assistncia sade da mulher composta por duas dimenses e quarenta e sete indicadores. O instrumento de avaliao composto por trs etapas: o roteiro de entrevista para os profissionais de sade, o roteiro para observao direta da USF e o roteiro para analise do pronturio. A validao do instrumento ocorreu em uma Unidade de Sade da Famlia de um municpio baiano. O resultado final da avaliao de implantao da Assistncia a Sade da Mulher nesta unidade revela uma situao tima desta implantao, sobretudo nas subdimenses referentes aos programas assistenciais de pr-natal, preveno de cncer de colo de tero e mama e planejamento familiar, com pontuaes entre 60% a 100%. Este estudo percebeu a importncia da realizao de estudos avaliativos na rea da auditoria que estejam voltados para a ateno bsica, ressaltando a importncia da habilidade do auditor em ser um profissional dinmico na busca pela melhoria da qualidade da ateno sade e consolidao de um Sistema nico de Sade que atenda s necessidades reais da populao.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Auditoria, Sade da Mulher, Sistema Unico de Sade</td></tr></table></tr></td></table></body></html>