<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:1176-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b></b><br><table width="100%"><tr><td width="60">1176-1</td><td><b>Avaliao do acolhimento em uma Unidade de Sade da Famlia de Joo Pessoa-PB</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Erika Rodrigues de Almeida </u> (UFPB - Universidade Federal da Paraba) ; Adernanda de Rocco Guimares (UFPB - Universidade Federal da Paraba) ; Ana Cludia Cardozo Chaves (UFPB - Universidade Federal da Paraba) ; Pedro Celestino Pereira Neto (UFPB - Universidade Federal da Paraba) ; Luis Carlos Nunes Vieira de Vieira (UFPB - Universidade Federal da Paraba) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>Este trabalho consiste em um relato de experincia acerca da avaliao do acolhimento realizado na USF Nova Conquista, localizada em Joo Pessoa/PB, por meio do olhar de residentes da Residncia Multiprofissional em Sade da Famlia e Comunidade da UFPB. A partir das dificuldades na execuo do acolhimento relatadas por profissionais e usurios desta USF, os residentes decidiram fazer parte da equipe de acolhimento, para identificar os obstculos efetividade desta diretriz. Assim, passados seis meses, produziu-se um documento com as observaes realizadas durante a escuta qualificada e nos momentos ps-escuta, bem como um consolidado das fichas de acolhimento utilizadas pelos profissionais, onde so registradas as necessidades dos usurios e respectivos encaminhamentos. A partir da anlise observacional, foram percebidos diversos obstculos resolutividade do acolhimento, como a falta de postura acolhedora do profissional, refletida na falta de cordialidade, pontualidade e pacincia para ouvir o usurio; a anlise superficial da necessidade do usurio, resumida queixa clnica do mesmo; a priorizao pelo atendimento mdico enquanto resoluo, que sobrecarrega este profissional e sub-utiliza os demais; e o resumo do acolhimento ao momento da escuta qualificada  que ocorre apenas no incio do expediente de trabalho  , excluindo o usurio que chega USF aps o momento da escuta. Por meio do consolidado das fichas, percebeu-se que a maioria dos usurios procura a USF para renovar receitas de psicotrpicos, solicitar exames e encaminhamentos para a rede especializada, retornar com exames realizados e pela presena de febre/resfriado. Foram, ento, realizadas reunies com os apoiadores matriciais da USF, no sentido de pensar estratgias para abordar os profissionais quanto s questes observadas e quanto necessidade de mudanas operacionais no processo de trabalho das equipes. Os desdobramentos da reunio foram discusses tericas sobre acolhimento, bem como a realizao de uma oficina para problematizao deste tema com todos os profissionais. Seu produto final foi um relatrio contendo as propostas de melhoria na percepo dos profissionais, bem como o incio da reorganizao do processo de trabalho das equipes. Recomenda-se que alm das atividades supracitadas, seja realizado um processo de avaliao e monitoramento das aes desenvolvidas, no intuito de identificar os avanos e desafios na efetivao do acolhimento enquanto diretriz da PNH.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;acolhimento, organizao do processo de trabalho, resolutividade</td></tr></table></tr></td></table></body></html>