<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:1105-2</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">1105-2</td><td><b>AVALIAO DO CONHECIMENTO DE EDUCADORES SOBRE CUIDADO DE SADE BUCAL</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td>Mrcia Canado Figueiredo (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul) ; Jaqueline Faneze (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul) ; Alana Wypyszynski Petroceli (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul) ; <u>Fabiana Kapper Fabricio </u> (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulUFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>Nas ltimas dcadas, tem-se observado um declnio na prevalncia de crie dental (Narvai et al, 1999). De acordo com Lima e Cury (2001), essa diminuio se deve, em grande parte, utilizao de produtos fluoretados. A exposio ao flor, aumenta paralelamente a prevalncia de fluorose, principalmente em pases industrializados. Deste modo, o objetivo deste trabalho foi avaliar a quantidade de dentifrcio colocada na escova dental por pais de crianas de idade variando entre 6 a 36 meses e que j freqentam a pr-escola. Como objetivos secundrios, verificar a freqncia de escovao das crianas, avaliar o conhecimento dos pais a respeito da presena de flor nos dentifrcios e correlacionar esses dados com o nvel scio-econmico dos pais.Trata-se de um estudo descritivo transversal cuja amostra foi composta por 181 pais de crianas de 06 a 36 meses de idade, selecionados de modo no aleatrio,uma vez que seus filhos tinham que estar freqentando a pr-escola. Estes pais estavam participando um de evento especfico em um parque pblico da cidade de Porto Alegre, denominado o "Dia do Beb", local este, onde responderam um questionrio acompanhado da apresentao de cinco escovas de dente com diferentes dosificaes de dentifrcio: toda a escova, metade da escova, quarto da escova, sujar a escova toda de dentifrcio com o dedo e, poro referente ponta do dedo mnimo (a quantidade correta). Os resultados foram analisados observou-se:que somente 14,91% dos pais questionados indicaram a quantidade adequada de dentifrcio a ser colocada nas escovas de seus filhos. 32,04% dos pais informaram que escovam os dentes de suas crianas 3 vezes ao dia, 26,51 disseram que escovam 2 vezes e 21,54% indicaram que escovam uma vez ao dia. 55,80% dos pais responderam que sabem que as pastas de dente contm flor, contra 12,15% que desconhecem tal realidade. A partir desses resultados os autores fazem vrios questionamentos, dentre os quais no que tange a necessidade de conscientizar a populao brasileira quanto da importncia da utilizao correta do dentifrcio fluoretado em crianas de 6 a 3 anos de idade no apenas atravs da mdia, mas principalmente instituir programas pblicos de sade bucal educativo e preventivo, que abracem esta idade e abordem enfaticamente o tema.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;sade bucal, educao, sade coletiva</td></tr></table></tr></td></table></body></html>