<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:1104-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b></b><br><table width="100%"><tr><td width="60">1104-1</td><td><b>A sexualidade no mundo que vivo: Perspectiva de crianas e pr-adolescentes em uma escola pblica de So Paulo participante de um projeto de extenso</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Maria Jose Dias de Freitas </u> (UNIFESP - Universidade Federal de So Paulo) ; Carolina Jacomini do Carmo (UNIFESP - Universidade Federal de So Paulo) ; Jos Roberto da Silva Brtas (UNIFESP - Universidade Federal de So Paulo) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>Introduo Este trabalho analisa uma experincia prtica de como tratar as questes sobre corpo e sexualidade junto a crianas e pr-adolescentes que frequentavam salas de 4 srie do Ensino Fundamental I de uma escola da capital paulista. Esta ao fez parte de um projeto de extenso universitria, vinculado ao Grupo de Estudos sobre Corporalidade e Promoo da Sade - GECOPROS, da Universidade Federal de So Paulo. O mesmo norteou-se por demandas apresentadas pela escola e, aps avaliao, definimos os temas considerados importantes pelos alunos e alunas. Buscamos ento entender como eles percebiam a sexualidade no ambiente em que viviam e identificar elementos desencadeadores de outras atividades do projeto. Objetivos da Pesquisa Identificar entre as crianas e pr-adolescentes o conceito de sexualidade e a percepo do mesmo no ambiente em que vivem; buscar elementos desencadeadores para outras atividades do projeto. Metodologia Utilizou-se a abordagem qualitativa, pela qual adotamos a anlise de contedo como forma de se trabalhar os dados. Segundo Bardin , esse mtodo estuda o significado e sentido da informao a partir da quantidade e frequncia com que expresses, palavras e conceitos aparecem na fala dos sujeitos pesquisados. Os dados foram levantados por meio de tcnicas de debate, reflexo e escrita. Na etapa seguinte, foi feita uma seleo de imagens relacionadas com sexualidade, confeccionado um mural apresentado pelos grupos e feita mediao final. Resultados Participaram do estudo 70 crianas e pr-adolescentes com idades entre 9 a 11 anos  45% do sexo masculino e 55% do sexo feminino. Em grupos, eles discutiram o que sexualidade e como eles a percebem no ambiente em que vivem. Observamos que eles no diferenciam sexo e sexualidade percebemos que os conceitos esto vinculados vivncia cotidiana, ao meio social e a informaes dos meios de comunicao. Quando indagados sobre como percebiam a sexualidade no ambiente em que vivem emergiram tpicos como violncia sexual, violncia contra crianas, assdio sexual, pedofilia, gravidez, preservativos e AIDS. O trabalho possibilitou esclarecer quelas crianas e pr-adolescentes questes incipientes relacionadas a sexo e sexualidade. A possibilidade de intervir junto a essa populao significa um ganho em termos de preveno, pois, medida que eles recebem informao correta, a multiplicam e adquirem subsdios para identificar situaes de riscos. </font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Crianas e pradolescentes, educao e sade, extenso universitria, escola pblica, sexualidade,</td></tr></table></tr></td></table></body></html>