<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:1069-2</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b></b><br><table width="100%"><tr><td width="60">1069-2</td><td><b>Feira de Educao Popular em sade como estratgia de promover a intersetorialidade.</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td>Airton Sutil de Souza Silva (FURB - fundao universidade regional de blumenau) ; Andrea da Silva (FURB - fundao universidade regional de blumenau) ; Joo Luiz Gurgel Calvet da Silveir (FURB - fundao universidade regional de blumenau) ; <u>Karla Ferreira Rodrigues </u> (FURB - fundao universidade regional de blumenau) ; Paula Consolin Vieira (FURB - fundao universidade regional de blumenau) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>Caracterizao do Problema: A Liga de Sade Coletiva um Programa de Extenso da FURB que j existe h 5 anos e atua na Comunidade do Corips, Blumenau-SC. Realiza nesta comunidade atividades relacionadas aos temas Educao Popular em Sade, Controle Social e Observatrio em Sade Ambiental. O programa visa qualificar a formao na rea da sade a partir de aes interdisciplinares e intersetoriais, na perspectiva da integralidade, integrada a rede social de apoio no contexto da sade coletiva. A realizao da I Feira de Educao Popular em sade foi uma estratgia metodolgica que permitiu a participao da Escola, Creche, Associao de Moradores, Profissionais de Sade e comunidade local em aes focadas nos conceitos da educao popular. Sua importncia baseou-se no fato de que todos os setores tinham alguma contribuio a trazer para o coletivo e que, interrelacionados, possibilitariam o desenvolvimento e reconhecimento dos valores, possibilidades e talentos locais. Descrio da experincia: A Feira contou com a participao de aproximadamente 100 pessoas, em sua maioria moradores locais, sendo realizada na Escola Municipal Norma Huber, localizada no centro da comunidade. Por meio de aes como: recreao e msica, pintura em tecido e maquiagem para crianas e adultos, exposio de pinturas em telas feitas por membros da comunidade, aferio de presso arterial e medida de glicemia e bazar comunitrio. Ao decorrer da Feira jovens da comunidade reuniram os participantes para uma apresentao de hip hop, com msicas que explanavam o contexto local e a prpria Feira. Em todas as atividades desenvolvidas estavam participando membros da comunidade, trabalhadores da Creche, Escola, e Universidade, trabalhadores de sade e extensionistas dos cursos de Medicina, Farmcia, Psicologia, Nutrio, Odontologia e Biologia. Efeitos alcanados e recomendaes: A primeira feira possibilitou a realizao de novos encontros semestrais na comunidade e Universidade. Pessoas da comunidade passaram a realizar trabalhos integrados como a Creche local que, junto a escola e Associao de Moradores, fizeram uma reforma da Creche. Grupos religiosos da Comunidade se reuniram para realizar atividades em conjunto com a Escola, Posto de Sade e Associao de Moradores. Para os extensionistas, a experincia foi muito valorosa uma vez que puderam presenciar aes de educao popular a partir da articulao intersetorial, aumentando o vnculo com a comunidade.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Feira, Educao Popular, Intersetorialidade</td></tr></table></tr></td></table></body></html>