<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:917-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">917-1</td><td><b>A EFETIVIDADE DOS GRUPOS EDUCATIVOS DE HIPERTENSO ARTERIAL SISTMICA</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Renata de Oliveira Moreira </u> (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora) ; Anderson Barbosa de Almeida (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora) ; Ednia Aparecida Fajardo de Oliveira (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora) ; Luisa Pereira de Siqueira (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora) ; Stela Vidigal Milagres (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora) ; Natlia Cristina Sales de Paula (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora) ; Emiliani Reis Pereira (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora) ; Felipe Soares Maria (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora) ; Andria Aparecida Henriques Carvalho (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora) ; Naiana Nolasco (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>Introduo Trata-se de um projeto desenvolvido pelo Programa de Educao pelo Trabalho para Sade (PET Sade) da Universidade Federal de Juiz de Fora que procurou, atravs de uma abordagem interdisciplinar, avaliar a efetividade dos Grupos Educativos em uma Unidade Bsica de Sade (UBS) na cidade de Juiz de Fora - MG. A escolha do tema deveu-se a um levantamento prvio de dados referentes s principais vulnerabilidades vivenciadas pela comunidade assistida, assim como das estratgias utilizadas para o enfrentamento das mesmas, que ratificou a hipertenso arterial como um dos principais desafios a ser superado pelos profissionais de sade no contexto da sade coletiva. Objetivos Avaliar a efetividade dos grupos educativos de hipertenso na comunidade, visando principalmente o impacto de tal atividade sobre a populao local, para que as abordagens teraputicas possam ser aperfeioadas. Mtodo Compreende um estudo descritivo de carter qualitativo, com realizao de entrevista semi-estruturada com 25 hipertensos participantes dos grupos educativos na UBS de So Sebastio, escolhidos de forma aleatria. Abordaram-se dados de identificao e questes abertas referentes percepo da doena, s mudanas de hbitos de vida e importncia dos grupos. A anlise foi realizada por saturao atravs da categorizao das informaes por similitude de unidades temticas. Resultados Apesar do alto grau de satisfao relatado pelos participantes em relao realizao dos grupos educativos de hipertenso, foi identificada uma forte associao entre a adeso aos mesmos com atividades relacionadas s consultas mdicas e distribuio de medicamentos. No entanto, mesmo que mediada pela terapia medicamentosa e por um acesso facilitado aos mdicos, mudanas positivas nos hbitos de vida foram citadas pela maioria dos participantes aps a incluso dos mesmos nos grupos educativos. Concluses Concluiu-se que, embora exista pouca valorizao dos usurios em relao ao principal objetivo dos grupos educativos, que consiste em alterar o estilo de vida adquirindo auto-cuidado em relao ao controle da doena, ficou evidente a importncia dessa abordagem no tratamento hipertenso. Entretanto, faz-se necessrio intensificar os investimentos em prticas que tornem essas atividades mais efetivas, facilitando a adeso e a permanncia dos hipertensos na terapia, visando uma melhora na qualidade de vida dos mesmos. </font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Hipertenso, Educao em Sade, Ateno Primria Sade</td></tr></table></tr></td></table></body></html>