<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:687-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">687-1</td><td><b>OUVIDORIA LOCAL DA UNIDADE DE SADE JARDIM ITU  EFETIVAO DA PARTICIPAO E DO CONTROLE SOCIAL</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Tailia Reginato Martins, Renata Pekelman, Viviane Souza Forte </u> (HNSC/SSC - Hospital Nossa Senhora Conceio/Servio de Sade ComunitriHNSC/SSC - Hospital Nossa Senhora Conceio/Servio de Sade ComunitriHNSC/SSC - Hospital Nossa Senhora Conceio/Servio de Sade ComunitriHNSC/SSC - Hospital Nossa Senhora Conceio/Servio de Sade Comunitri) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>Caracterizao do problema:Relataremos a experincia da formao e efetivao de uma ouvidoria de sade local  em uma unidade bsica de sade. Esta proposta tem por base a poltica de humanizao, de gesto participativa e a defesa do SUS. Descrio da experincia: A Unidade de Sade Jardim Itu (USJI) pertence ao Servio de Sade Comunitria do Grupo Hospitalar Conceio  Porto Alegre/RS. Desde sua inaugurao, o dilogo entre populao e equipe de sade foi uma constante. Em 1998 teve sua primeira experincia de constituir um conselho local de sade (CLS). Em 2007 o CLS fortalecido por diversas aes locais iniciou essa experincia, aprofundando o aspecto da gesto participativa onde se constri uma co-responsabilidade entre a equipe de sade e a populao no enfrentamento dos problemas e das queixas trazidas pelos usurios da US. Efeitos alcanados: A presena constante do CLS no cotidiano, maior conhecimento do CLS pela comunidade e reconhecimento da equipe, a apropriao da lgica do servio de sade pelos usurios do CLS. A busca de solues demandadas pelos usurios na ouvidoria, considerando que os principais motivos de busca foram: tempo de espera para solicitaes nas especialidades mdicas, dvidas quanto s rotinas dirias da Unidade, sugestes relativas sistematizao das informaes para os usurios na frente da Unidade, sala de espera feita pelos ouvidores locais explicando sobre a ouvidoria e conselho local de sade e seus encaminhamentos, que em sua maioria foram positivos. Pois com a proposta de ouvidoria local, o usurio conta com a soluo das demandas quase que momentaneamente, pois os atores envolvidos se encontram neste espao e pode-se dar este retorno o mais breve possvel, fazendo com que este processo se torne menos burocrtico e descentralizado evitando idas e vindas dos usurios. Recomendaes: Sugerimos a manuteno da proposta com vistas a expandir para os outros CLS esta iniciativa, pois atravs deste processo pode-se aprofundar cada vez mais a gesto participativa e a defesa do SUS, fazendo com que a comunidade se aproprie desta iniciativa em prol da participao popular no mbito da sade.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;ouvidoria local de sade, gesto participativa, conselho local de sade</td></tr></table></tr></td></table></body></html>