<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:634-2</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">634-2</td><td><b>TEMPO DE TRABALHO E TRANSTORNOS MENTAIS COMUNS ENTRE FUNCIONRIOS DE UMA INSTITUIO DE ENSINO SUPERIOR</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Saulo Vasconcelos Rocha </u> (UESB - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIAUESB - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIAUESB - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA) ; Jefferson Paixo Cardoso (UESB - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIAUESB - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIAUESB - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA) ; Llia Renata Virgens Carneiro (UESB - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIAUESB - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIAUESB - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>Introduo: O trabalho representa uma atividade consciente do ser humano; fruto do esforo para transformar a natureza em produtos ou servios; promove ainda o seu desenvolvimento, preenche a sua vida e tambm pode ser considerado condio necessria para a sua liberdade. Objetivo: Analisar a associao entre tempo de trabalho e transtornos mentais comuns (TMC) entre funcionrios de uma instituio pblica de ensino superior. Metodologia: Foi realizado um estudo epidemiolgico de corte transversal, de carter censitrio, incluiu 83 funcionrios da Instituio, dentre os 102 (taxa resposta=81,37%). Utilizou-se instrumento de coleta de dados, contendo oito blocos de variveis. Para este estudo foram investigas os blocos de informaes sociodemogrficas, caractersticas ocupacionais e triagem para TMC. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista individual no setor de trabalho do participante. Os dados foram tabulados com EpiData, verso 3.5, e analisados com o auxlio do programa estatstico Statistical Package for Social Sciences  SPSS, verso 9.0. Resultados: Os resultados demonstraram que 49,4% dos funcionrios eram do sexo feminino, a mdia de idade foi de 37,9611,86 anos, 54,4% eram casados, 80,0% tinham ou cursavam o nvel superior e 48,5% ganhavam um salrio mnimo. O tempo de trabalho na instituio variou de menos de 1 ano a 28 anos (mdia de 10,589,28 anos). A prevalncia global de TMC foi de 9,6%. Ao analisar a associao entre tempo de trabalho dicotomizado (>9,7 anos e &#8804; 9,7 anos) e TMC no foi encontrada associao estatisticamente significante (&#967;=0, 491, p=0, 704) Concluso: Os achados apontaram baixa prevalncia de TMC entre os entrevistados e essa condio no esteve associada ao tempo de trabalho na instituio.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;trabalho, condies de trabalho, sade do trabalhador</td></tr></table></tr></td></table></body></html>