<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:606-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">606-1</td><td><b>A MULTIPROFISSIONALIDADE NA REALIZAO DE ATIVIDADES COM RESIDENTES DE UMA COMUNIDADE TERAPUTICA - UMA NOVA ABORDAGEM NO SISTEMA NICO DE SADE.</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Alexandre Daronco </u> (UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul) ; Tssia Silvana Borges (UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul) ; Micheli Chabat da Silva (UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul) ; Marthina Gressler (UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>Independentemente da sociedade considerar o uso de substncias um problema moral ou legal, quando este cria dificuldades para o usurio ou fator etiolgico para surgimento de doenas, torna-se preocupao para todos os profissionais da sade. Os problemas enfrentados por residentes de comunidades teraputicas vo desde a recusa dos profissionais em atende-los a sintomas que incluem transtornos psquicos, transmisso de doenas e agravos na condio de sade bucal. O uso de substncias pode acarretar em diminuio do fluxo salivar, falta de hbitos de higiene e surgimento de doenas da cavidade oral. Ademais, tambm pode afetar estados mentais como humor levando a depresso, bem como aumentar consideravelmente o risco de contgio por doenas as quais os mesmos esto mais suscetveis devido aos materiais usados na drogadio. Devido a isso se identificou a necessidade de desenvolver um projeto que envolva os conhecimentos das reas de Medicina e Odontologia no qual os acadmicos deixam o ambiente universitrio para atuar em uma realidade que compete ao SUS, contribuindo para que os mesmos exercitem a sua cidadania. Com o projeto VER/UNISC, os acadmicos participantes puderam conhecer a realidade de uma comunidade teraputica de Santa Cruz do Sul  RS e, a partir da, desenvolver um plano de interveno. Referente a isso os acadmicos objetivam, em um primeiro momento, saber quais os assuntos de interesse dos residentes e ento realizar rodas de conversa, debates e explicaes quanto a alguma indagao. A aplicao do projeto dar-se- em uma Unidade Teraputica no Rio Grande do Sul que atende cerca de sessenta residentes, a realizao das atividades ocorrera no perodo de Maio a Dezembro de 2010 com encontros mensais envolvendo dois acadmicos de Medicina e dois de Odontologia com auxilio de profissionais. Pretendemos com esta interveno, que os residentes tenham uma melhor compreenso acerca dos fatores que permeiam a realidade da drogadio no que se refere s reas que estaro envolvidas. Visa-se a preveno das patologias relacionadas, com intuito a reinsero social, proporcionando aos acadmicos a experincia da atuao multiprofissional e a compreenso das diretrizes do SUS, alm de mudanas na sua formao e atuao.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Atuao em comunidade teraputica, Dependentes Qumicos, Interveno multiprofissional no SUS</td></tr></table></tr></td></table></body></html>