<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:600-2</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">600-2</td><td><b>Ateno s Doenas Crnicas No Transmissveis: desafio para a Ateno Primria Sade</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Cntia Cristina Sulzbach </u> (GHC - Grupo Hospitalar Conceio) ; Martha Farias Collares (GHC - Grupo Hospitalar Conceio) ; Marcos Adams Goldraich (GHC - Grupo Hospitalar Conceio) ; Cntia Bandinelli da Silva (GHC - Grupo Hospitalar Conceio) ; Adriane Vienel Fagundes (GHC - Grupo Hospitalar Conceio) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>O progressivo envelhecimento da populao juntamente ao padro de vida atual esto associados ao aumento das doenas crnicas no transmissveis (DCNT). No Brasil, assim como no mundo, as DCNT constituem a principal causa de mortalidade. Esta pode ser evitada com aes de preveno e intervenes de manejo e reduo dos fatores de riscos. A ausncia de programas abrangentes relacionados s DCNT caracteriza a dificuldade para se efetivar a promoo da sade da populao. Nesse sentido, o Servio de Sade Comunitria (SSC) do Grupo Hospitalar Conceio (GHC) criou a Ao Programtica (AP)  Reorganizao da Ateno s Pessoas com Hipertenso, Diabetes e Fatores de Risco para Doenas Cardiovasculares , sendo esta implantada na Unidade de Sade Baro de Bag (USBB) em abril de 2007. Objetivo: Avaliar a implementao da AP na USBB em relao meta estabelecida pelo SSC. Metodologia: Realizou-se um estudo descritivo a partir dos dados da AP na USBB contidos no Sistema de Informaes em Sade do SSC de GHC do ano de 2009 e registro das atividades desempenhadas pela coordenao da AP. Os dados utilizados foram: nmero de usurios avaliados e cadastrados para hipertenso e diabetes em setembro de 2008 e em fevereiro de 2010. Resultados: Observou-se uma baixa cobertura de hipertensos (15%) e diabticos (27%) inscritos em setembro de 2008, estando abaixo da meta de 34%. Em vista deste percentual, a equipe responsvel pela AP na USBB desempenhou atividades de reviso de pronturios, busca de pacientes com diagnstico de hipertenso e diabetes, encaminhamento e acompanhamento de pacientes com suspeita das patologias, orientaes quanto ao preenchimento correto dos boletins de atendimento e de formulrios, limpeza no banco de dados e atividades de educao permanente. Aps as aes desenvolvidas pela equipe, observou-se uma melhora considervel em relao cobertura da AP (40% de hipertensos e 36% de diabticos), conforme dados de fevereiro de 2010. No entanto, estes percentuais ainda esto abaixo da meta preconizada, de 53%. Concluso: As medidas desempenhadas pela equipe coordenadora resultaram em uma melhora na captao, acompanhamento e avaliao de hipertensos e diabticos na AP no servio de sade e, conseqentemente, proporcionaram uma melhora do estado de sade da populao hipertensa e diabtica. </font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Ateno Primria, Doenas Crnicas No Transmissveis, Hipetenso e Diabetes</td></tr></table></tr></td></table></body></html>