<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:546-3</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">546-3</td><td><b>FLUXOS DE PODER ENTRE OS PROFISSIONAIS DAS EQUIPES DE SADE DA FAMLIA NO INTERIOR AMAZONENSE: A FRAGILIDADE DAS RELAES HORIZONTAIS</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Mariana Werlang Girardi </u> (GETTS - UFSC - Grupo de Estudos do Trabalho e Trabalhadores da Sade - UFSC) ; Rafael Baratto Vicenzi (GETTS - UFSC - Grupo de Estudos do Trabalho e Trabalhadores da Sade - UFSC) ; Rodrigo Otavio Moretti-pires (GETTS - UFSC - Grupo de Estudos do Trabalho e Trabalhadores da Sade - UFSC) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>A teoria de Hannah Arendt se fundamenta no carter relacional da vida e dos processos entre os seres, da qual infere-se que a vida humana plural, e no individual. Segundo Arendt, a convivncia entre os seres humanos condio indispensvel para que o poder exista, pois este determinado pela influncia que os indivduos exercem uns sobre os outros. Entendemos que a ESF o espao de aparncia no qual vrios atores (profissionais de sade, gestores e usurios) se renem para a realizao de uma nova proposta de assistncia sade da populao. O trabalho em sade apresenta a peculiaridade da complexidade de relaes implicadas, produzidas permanentemente no dia-a-dia, com mltiplas possibilidades de significados. A ESF composta por pessoas que trazem especificidades prprias, bem como um poder adquirido ao longo da histria da profisso. Trabalhar em equipe requer rever poderes e observar se sua disputa est coerente com a direcionalidade do trabalho. Ao analisar-se, porm, o espao de aparncia da ESF, percebe-se uma dissociao entre o discurso e a ao. Nota-se que o trabalho em equipe interdisciplinar ainda frgil nas relaes horizontais, permanecendo como um dos mais importantes desafios efetivao da Sade da Famlia a compreenso sobre a dinmica do seu trabalho em equipe. <b>Objetivo:</b> analisar a dinmica do trabalho em equipe e caracterizar os fluxos de poder entre os profissionais das Equipes de Sade da Famlia do municpio de Coari (AM). <b>Mtodos:</b> perspectiva qualitativa, atravs de entrevistas semi-estruturadas com profissionais de Sade da Famlia (n=24), analisadas por hermenutica dialtica, com marco terico de anlise nos trabalhos de Arendt sobre poder. <b>Resultados:</b> A anlise dos fluxos de poder entre os profissionais das equipes mostrou que tanto o odontlogo quanto o mdico no tm participao efetiva na realizao das aes na Equipe de Sade da Famlia, bem como nas atividades ocorridas dentro da Unidade Bsica de Sade. Por outro lado, h sobrecarga de trabalho para ACSs e enfermeiros, visto que recebem poder dos outros profissionais para realizar grande parte das atividades. No entanto, o poder recebido pelos ACSs e pelos enfermeiros no significa que os outros profissionais valorizem a sua profisso. A categoria mdica, por exemplo, alega excesso de trabalho e falta de tempo para realizar diversas funes que lhe cabem dentro da equipe, repassando queles profissionais muitas de suas atribuies.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Hannah Arendt, Relaes de poder, Interior amazonense</td></tr></table></tr></td></table></body></html>