<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:471-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b></b><br><table width="100%"><tr><td width="60">471-1</td><td><b>E AGORA JOS: A INTEGRALIDADE E O TRABALHO DO CIRURGIO-DENTISTA NA ATENO PRIMRIA SADE</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Adriana Zanon Moschen </u> (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul) ; Margarita Silva Diercks (GHC - Grupo Hospitalar Conceio) ; Ananyr Porto Fajardo (GHC - Grupo Hospitalar Conceio) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>A construo do Sistema nico de Sade (SUS) avanou de forma substantiva nos ltimos anos e a cada dia se fortalecem as evidncias da importncia da Ateno Primria Sade (APS) neste processo. Um dos mais importantes pontos-chave como componente estrutural da APS refere-se aos trabalhadores que formaro as equipes assistenciais. Este desafio inicia-se na gesto nos nveis centrais e chega ponta do sistema como uma dificuldade patente de contratao pelo setor pblico de profissionais com perfil adequado ao que se pretende e se espera da APS, tendo razes no processo de formao dos profissionais. A insero da sade bucal na Estratgia Sade da Famlia representou a possibilidade de criar um espao de prticas e relaes a ser construdo para a reorientao do processo de trabalho odontolgico. Estabelecer na relao do cirurgio-dentista com o usurio o deslocamento de uma posio de neutralidade frente  ao outro , caracterizada por uma prtica de interveno em um  corpo-objeto , para uma posio de significncia tica de  ser para o outro torna-se fundamental na busca da integralidade das aes.  O outro , ento, se apresenta com uma gama de possibilidades dentro de uma realidade individual e coletiva complexa. Este novo cenrio exige, por parte da Equipe de Sade Bucal, uma viso integral desse sujeito, um ser no mais passvel de dominao, agora um  corpo-sujeito . As Residncias Multiprofissionais em Sade (RMS) podem representar, hoje, a condio de ultrapassar a diviso prtica/teoria, ou ainda vida/cincia, propondo-se a estabelecer um territrio em que as perguntas abertas pela prtica no sejam silenciadas pela resposta facilitada das tcnicas. Este trabalho analisou as dificuldades, limites e/ou possibilidades da incorporao do atributo da integralidade ao processo de trabalho em APS de cirurgies-dentistas que concluram sua RMS a partir de 2006 em dois programas em Porto Alegre/RS. A influncia da estrutura curricular de ambos os programas no processo de ensino e aprendizagem para atuao, sob a tica da Integralidade, em sade bucal em APS; do contexto poltico, da gesto do sistema e da efetividade das prticas; e as relaes institucionais, os processos de trabalho e a estrutura disponvel para desenvolvimento do trabalho junto populao no cenrio ps-residncia foi analisada mediante um estudo de caso com abordagem qualitativa e quantitativa.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Integralidade, Ateno Primria Sade, Sade Bucal</td></tr></table></tr></td></table></body></html>