<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:306-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b></b><br><table width="100%"><tr><td width="60">306-1</td><td><b>CONHECENDO O TRABALHO DOS AGENTES COMUNITRIOS DE SADE</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td>Lcia Rondelo Duarte (PUC/SP - Pontifcia universidade Catlica de So PauloPUC/SP - Pontifcia universidade Catlica de So Paulo) ; <u>Isabel de Campos Redondo </u> (PUC/SP - Pontifcia universidade Catlica de So PauloPUC/SP - Pontifcia universidade Catlica de So Paulo) ; Ana Iverli Cardoso Dias (PUC/SP - Pontifcia universidade Catlica de So Paulo) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2> A Estratgia de Sade da Famlia (ESF) foi criada pelo Ministrio da Sade para reorganizar a prtica assistencial no Brasil com a finalidade de promover a sade das famlias a partir de uma nova dinmica. Esse modelo assistencial prioriza o trabalho multidisciplinar envolvendo mdicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e agentes comunitrios, no qual todos devem se identificar com uma proposta de atendimento que exige criatividade e iniciativa para trabalhos comunitrios e em grupo. Este estudo teve como objetivos conhecer as necessidades de aprendizado dos ACS para subsidiar programas de capacitao voltados para o cotidiano de trabalho desses profissionais. Para isso foram realizadas vinte e trs entrevistas com agentes comunitrios de duas unidades de sade da famlia do municpio de Sorocaba sobre o trabalho que eles desenvolvem, suas dificuldades e projetos para a melhoria da comunidade. As entrevistas foram gravadas e transcritas, os discursos foram organizados em expresses chave e idias centrais bem como foram identificadas as categorias de anlise. Os resultados mostraram que as atividades que os ACS mais realizam so a visita domiciliria para cadastro, acompanhamento das famlias e busca ativa, a orientao preventiva e o encaminhamento dos problemas das famlias para a equipe de sade. A compreenso da ESF pelas famlias, a demora para o atendimento das especialidades e a expectativa das famlias acima das possibilidades dos ACS foram as dificuldades mais apontadas. Eles manifestaram o desejo de desenvolver projetos sociais e de promoo da sade com crianas, adolescentes e idosos e anseiam por mais agilidade no atendimento das especialidades. Esses discursos apontam para um programa de capacitao que empodere os ACS para a concretizao das suas propostas de melhoria da comunidade, para o enfrentamento das dificuldades sentidas e para o desenvolvimento da liderana e organizao comunitria. </font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Agente Comunitrio de Sade, Trabalho</td></tr></table></tr></td></table></body></html>