<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:292-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">292-1</td><td><b>IDEOLOGIA E EDUCAO NAS QUESTES DE GNERO NA ENFERMAGEM BRASILEIRA </b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Mnica dos Santos Mendes </u> (PMI - Prefeitura Municipal de Itapema/SC) ; Adriana Fertig (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>Com inteno de desvelar a ideologia e a educao em Enfermagem, nas questes de gnero, pretendeu-se conhecer o contedo veiculado pela REBEn (Revista Brasileira de Enfermagem), rgo oficial da ABEn (Associao Brasileira de Enfermagem), entidade que se dedica educao e formao em Enfermagem no pas. Esse trabalho tem por objetivo analisar a ideologia e educao nas questes de gnero na Enfermagem Brasileira a partir de publicaes desta revista. Pretende ainda articular a anlise das relaes sociais de gnero e diviso sexual do trabalho na Enfermagem historicidade do modo de produo capitalista, particularmente na histria da sociedade brasileira, assim como conhecer o contedo das questes de gnero veiculadas pela REBEn. O trabalho consiste em uma pesquisa bibliogrfica, desenvolvida atravs de uma reviso de literatura, segundo orientao de Gil (2002). Tornou-se inegvel o quanto a situao feminina na sociedade patriarcal, capitalista influenciou a evoluo histrica da enfermagem. Somente o conhecimento sobre a historicidade da mulher e da enfermagem propicia a conscientizao da opresso que vem sendo vivenciada pela mulher-enfermeira. Tal conhecimento precisa gerar a mobilizao necessria para superar a condio de inferioridade e subalternidade da mulher na sociedade e na profisso. Cabe s mulheres a luta pela sua emancipao, pois toda libertao se d pela vontade transformadora do oprimido, no embate pela mudana na correlao de foras com o seu opressor. No entanto, acredita-se que a busca por igualdade de poder entre os seres humanos no pode ser alcanada no modo de produo capitalista (que precisa da manuteno de desigualdades para se perpetuar), necessitando que as mulheres alm de sua luta especfica, organizem-se na disputa por um outro modelo de sociedade mais igualitrio. </font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Enfermagem, Identidade de gnero, Trabalho feminino</td></tr></table></tr></td></table></body></html>