<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:290-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b></b><br><table width="100%"><tr><td width="60">290-1</td><td><b>ABORDAGEM DA FISIOTERAPIA NA SADE COLETIVA EM COMUNIDADE DE PESCADORES DO LITORAL PARANAENSE:UM PROJETO DE APRENDIZAGEM NA PROPOSTA DA UFPR SETOR LITORAL</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Regina Clia da Cruz </u> (UFPR - Universidade Federal do Paran) ; Marcos Claudio Signorelli (UFPR - Universidade Federal do Paran) ; Luis Fernando Lautert (UFPR - Universidade Federal do Paran) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>A fisioterapia no campo da Sade Coletiva revela crescentes possibilidades de atuao profissional. A populao do Litoral do Paran que vive em pequenas comunidades isoladas encontra-se margem das polticas pblicas de ateno sade. O objetivo deste trabalho relatar a experincia da aproximao de uma realidade pouco conhecida, permeando uma abordagem inovadora da fisioterapia na Sade Coletiva em uma comunidade, denominada  Tromom , do municpio de Guaraqueaba, litoral paranaense. Nela residem trinta famlias, geograficamente isoladas que se deparam com a inexistncia de polticas pblicas que respeitem seu modo de vida e sua histria. O acesso somente pela baia e a ateno sade depende de outras localidades situadas a mais de 30 minutos de barco, em boas condies de mar. A metodologia utilizada abordou aspectos quali e quantitativos. Estabelecendo um vnculo com a comunidade, foram aplicadas entrevistas semi-estruturadas aos moradores, seguidas de formulrio de investigao scio-econmica e de sade acompanhados de registro etnogrfico. Observou-se a falta de atendimento de equipes de sade, de coleta de resduos, de tratamento da gua e de um trapiche de acesso s embarcaes. A etapa de campo ainda identificou ausncia de saneamento bsico. A partir da aplicao do Questionrio Nrdico para mapear as condies osteomusculares, observou-se prevalncia de algias, especialmente em regio lombar. Cruzando-se os dados deste instrumento com a abordagem qualitativa, observou-se que grande parte desses sintomas emergem das atividades laborais relacionadas pesca, coleta e atividades domsticas. Elaborou-se ento, em conjunto com estudantes de graduao em Agroecologia, Gesto Ambiental, Gesto e Empreendedorismo e Servio Social, uma proposta de interao interdisciplinar em sade que constou de oficinas e rodas de conversa abordando aspectos como promoo sade, cidadania, sustentabilidade e meio ambiente. Observamos a importncia da interao interdisciplinar, e a necessidade de uma atuao da fisioterapia na sade coletiva no mbito da ateno bsica sade de maneira continuada, investigando e propondo aes permanentes.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;comunidade, aprendizagem, sade coletiva, fisioterapia</td></tr></table></tr></td></table></body></html>