<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:213-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">213-1</td><td><b>NUCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE: A EXPERIENCIA DO CURSO DE ENFERMAGEM DO CESUMAR</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Raquel Oliveira </u> (CESUMAR - CENTRO UNIVERSITARIO DE MARINGA) ; Maria Luciana Botti (CESUMAR - CENTRO UNIVERSITARIO DE MARINGA) ; Geisa Luz (CESUMAR - CENTRO UNIVERSITARIO DE MARINGA) ; Maria Fernanda do Prado (CESUMAR - CENTRO UNIVERSITARIO DE MARINGA) ; Kelly Luz (CESUMAR - CENTRO UNIVERSITARIO DE MARINGA) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>O trabalho do Nucleo Docente Estruturante (NDE) tem sido um desafio para as Instituies Privadas de Ensino, no que diz respeito a qualificao e manuteno do corpo docente e uma efitiva metodologia de trabalho. O NDE o orgo consultivo responsavel pela formulaao do Projeto Pedaggico do Curso, sua operacionalizao e desenvolvimento. As diretrizes para o trabalho do NDE propostas pelo Ministerio da Educao, estabelecem apenas sua composio e atribuies, que num olhar mais atento, se confunde com o Colegiado de Curso. Na obrigatoriedade de sua existencia, procuramos literatura disponivel para sua operacionalizao e nos deparamos com a escassez de material para nortear nossa pratica. O trabalho do NDE no Curso de Enfermagem iniciou-se no final de 2008 como medida saneadora para reestruturao do Curso. Os desafios logo apareceram devido a falta de enfermeiros doutores disponivel para atuar no curso, no entanto o trabalho foi iniciado com o grupo de professors existentes no curso mesmo estando aquem das diretrizes preconizadas pelo MEC. As reunies foram realizadas semanalmente, em parceira com o Colegiado do curso, devido ao numero de professores e no intuito de integrar o corpo docente, as discusses eram sistematizadas, bem como as avaliaes, ao mesmo tempo em que deliberavamos e operacionalizavamos as aes. Os resultados obtidos foram alm do esperado, provocando a integrao dos corpo docente e a construo coletiva do curso. Levando-nos a considerar que no basta apenas compor o NDE, cumprindo uma exigencia classificatoria do MEC, necessrio antes de tudo valorizar o trabalho coletivo do corpo docente e o estabelecimento de metodologias de trabalho estratgicas, bem como efetivar uma politica de manuteno do corpo docente nas instituies particulares para efetivao do trabalho do NDE.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;EDUCAO EM ENFERMAGEM, DOCENTES DE ENFERMAGEM, ESCOLAS DE ENFERMAGEM</td></tr></table></tr></td></table></body></html>