<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:194-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b></b><br><table width="100%"><tr><td width="60">194-1</td><td><b>Programa Sade na Escola: a residncia integrando a sade e a educao</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Adriana Guimares da Silva </u> (ESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade Pblica) ; Daiana Lucio (ESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade Pblica) ; Gabriel Correa Trevizan (ESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade Pblica) ; Fernando da Mota Figueredo (ESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade Pblica) ; Renata Pires Goulart (ESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade PblicaESP - Escola de sade Pblica) ; Liese Ilha (HMV - Hospital Moinhos de VentosHMV - Hospital Moinhos de VentosHMV - Hospital Moinhos de VentosHMV - Hospital Moinhos de Ventos) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>Caracterizao do problema: As atividades na escola tm o objetivo de integrar os campos da sade e da educao como proposio de uma poltica intersetorial, na perspectiva da ateno integral sade de crianas e adolescentes no ensino bsico pblico. Atividades na escola tambm fazem parte do programa proposto pela Residncia Integrada em Sade, da Escola de Sade Pblica do Estado do Rio Grande do Sul, na nfase de ateno bsica. No territrio adstrito da Unidade Bsica de Sade Morro da Cruz (UBS 8), em Porto Alegre, a comunidade conta com uma Escola Municipal de Ensino Fundamental, com a qual a equipe da UBS mantm vnculo para desenvolvimento de aes em sade. Entre as reas temticas propostas pelo Programa Sade na Escola, as aes desenvolvidas pela UBS 8 foram direcionadas na temtica de promoo da sade e preveno de doenas e agravos. Descrio da experincia: Durante o ano de 2009, foi pactuado com orientadora educacional da escola que as atividades seriam desenvolvidas em torno de 3 eixos: cidadania, sexualidade e auto-cuidado, cada qual realizado com as seguintes faixas etrias, respectivamente: 6 a 10 anos (1 ciclo) , 10 a 12 (2 ciclo), 12 a 15 (3 ciclo). A equipe dividiu-se para a realizao das atividades de modo que cada grupo ficou responsvel por um eixo. No eixo cidadania, foi planejado abordar o ECA (Estatuto da Criana e do Adolescente), violncia, valores e drogas. Quanto ao autocuidado, abordou-se os temas: higiene, alimentao e sade bucal. J no eixo sexualidade, os temas foram gnero, corpo, mtodos contraceptivo, gravidez e Doenas Sexualmente Transmissveis. Efeitos alcanados: Houve fortalecimento na relao entre a sade e a educao, promovendo a comunicao entre os servios. A atividade contribuiu para promoo da cidadania e dos direitos humanos, assegurando a troca de informaes sobre as condies de sade dos estudantes e proporcionando aos trabalhadores da sade conhecerem os alunos e suas demandas. Recomendaes: As atividades devem ser elaboradas conforme a necessidade dos alunos e integradas com a faixa etria. A participao dos professores importante tanto na fase de programao das atividades como na aplicao, devido ao vnculo e ao conhecimento dos alunos. Devem-se organizar atividades contnuas, intersetoriais e prticas para a participao do pblico. As atividades devem ser monitoradas e avaliadas permanentemente com o auxilio dos professores e alunos para o melhor aproveitamento. </font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Sade na Escola, integrao sade e educao, intersetorialidade</td></tr></table></tr></td></table></body></html>