<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:178-2</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b></b><br><table width="100%"><tr><td width="60">178-2</td><td><b>A EDUCAO PERMANENTE EM SADE COMO CENRIO DE CONSTRUO DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO: PROTAGONISMO DE TRABALHADORES DE ENFERMAGEM NA RODA</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Liege Machado Brum </u> (UFRGS - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RGS - ESCOLA DE ENFERMAGEMHCPA - HOSPITAL DE CLNICAS DE PORTO ALEGRE) ; Dora Lcia Leindens Corra de Oliveira (UFRGS - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RGS - ESCOLA DE ENFERMAGEMHCPA - HOSPITAL DE CLNICAS DE PORTO ALEGRE) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>A pesquisa buscou contribuir para a reflexo sobre o potencial da Educao Permanente (EP) na promoo da integralidade do cuidado no mbito hospitalar. O pressuposto que a reflexo sobre as prticas em sade, reconhecida como um espao de aprendizagem no e para o trabalho, se constitui em importante estratgia para a aproximao destas aos princpios do SUS. O estudo, de cunho qualitativo, do tipo exploratrio-descritivo, teve como objetivo conhecer e analisar os limites e as possibilidades do uso da Pedagogia da Roda, como dispositivo para aes de EP de equipes de enfermagem de um Hospital Universitrio, do estado do Rio Grande do Sul. A pesquisa foi desenvolvida a partir da experincia de uma equipe de enfermagem dessa instituio em um Projeto denominado  Rodadas de Conversa sobre o Trabalho em Sade . As  Rodadas pautaram-se pela reflexo sobre o processo de trabalho da equipe, propondo a anlise e a interveno dos trabalhadores nos problemas do seu cotidiano. A coleta das informaes deu-se por meio de grupos focais, organizados com os componentes dessa equipe, num total de 24 sujeitos. As informaes foram analisadas sob perspectiva da anlise de contedo. Os resultados obtidos sugerem que a Pedagogia da Roda oportuniza a ampliao dos espaos de escuta e reflexo dialgica no trabalho da enfermagem, tendo potencial para promover o (re)posicionamento do trabalhador como protagonista dos processos de mudana de suas prticas na direo da integralidade do cuidado. O principal limite da Pedagogia da Roda, dispositivo de EP, foi a dificuldade da equipe para modificar processos de trabalho at ento institudos em uma lgica que sobrepe os valores tcnicos aos valores humansticos do cuidado. Concluiu-se, a partir disso, que a criao de espaos educativos, que se articulem aos processos de trabalho, possibilita a co-responsablizao pelo cuidado prestado e a ampliao da autonomia de sujeitos e coletivos para realizarem as mudanas necessrias na melhoria da qualidade do cuidado. Nesse sentido, a experincia dos trabalhadores de enfermagem, enquanto sujeitos e agentes de processos educativos participativos, pode contribuir para a consolidao dos princpios do SUS no contexto hospitalar.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Ateno Sade. Educao Continuada., Enfermagem. Pessoal de Sade., Prtica Profissional.</td></tr></table></tr></td></table></body></html>