<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:172-3</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b></b><br><table width="100%"><tr><td width="60">172-3</td><td><b>Licenciatura Ampliada: a construo do complexo cultura corporal-sade e os desafios para formao omnilateral</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Ana Lucia Sousa Pinto </u> (UFBA - UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>O presente estudo faz parte da pesquisa que est sendo desenvolvida no curso de Ps-graduao em educao da Universidade Federal da Bahia. Tem como objetivo compreender as contradies entre as propostas de formao para graduao em educao fsica e a necessidade real da populao, o que vem sendo defendido e apresentado como proposta de formao humana, apresentando as bases epistemolgicas e as propostas de organizao do trabalho pedaggico. Para tanto propomos a anlise das principais perspectivas de formao no debate atual da rea e a proposta definida nas Diretrizes Curriculares Nacionais, atravs mtodo materialista histrico dialtico. Quando pensamos em sade e relacionamos com a prtica pedaggica da educao fsica logo encontramos contradies entre os paradigmas que sustentam a perspectiva de atuao profissional e necessidade coletiva da sociedade. Aqui compreendemos a sade como estado de bem estar que denote condies dignas de sobrevivncia, da o ter sade se confunde com acesso (ter) educao, saneamento, emprego, alimentao, assistncia social e viver de modo sustentvel e de no degradao do meio ambiente. O direito sade se confunde com direito vida, e a luta pela sade deve se configurar como uma luta pela vida, e devemos compreend-la como se dando por meio da luta pelo fim da sociedade de classes, pela construo de uma sociedade para alm do capital. Especificamente em relao da discusso educao fsica e sade a corrente mais difundida trata a interveno a partir do conceito de atividade fsica, relacionando-a com a necessidade da realizao para recuperao, manuteno ou aprimoramento das capacidades fsicas, no qual a definio ou aferio dessas capacidades definem o ter ou no sade, onde no h compreenso da interferncia dos fatores sociais, econmicos, culturais e polticos no processo sade-doena. preciso propor transformaes que apontem para a construo formao de um novo homem (omnilateralmente) que este seja capaz de superar a pseudoconcreticidade o que lhe afasta da condio de indivduo atuante na sua histria, por no conhecer e entender a realidade como totalidade. Faz-se necessrio aprofundar o estudo sobre os paradigmas da sade que possam balizar a proposta de formao nos curso de licenciatura ampliada em educao fsica que aponte para prtica crtica que seja capaz de produzir uma educao para sade na perspectiva de totalidade e no apenas do  corpo fsico .</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;licenciatura ampliada, formao omnilateral, cultura corporal</td></tr></table></tr></td></table></body></html>