<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:165-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">165-1</td><td><b>Produo do cuidado em sade, segundo os trabalhadores, no Sade da Famlia de um municpio da regio Sudoeste da Bahia</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Adriano Maia dos Santos </u> (UFBA/CAT/IMS - Universidade Federal da Bahia. Campus Ansio Teixeira.FIOCRUZ-ENSP - Fundao Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Sade Pblica) ; Clvdia Nicolaevna Kochergin (UFBA/CAT/IMS - Universidade Federal da Bahia. Campus Ansio Teixeira.) ; Sandra Rego de Jesus (UFBA/CAT/IMS - Universidade Federal da Bahia. Campus Ansio Teixeira.) ; Daniela Arruda Soares (UFBA/CAT/IMS - Universidade Federal da Bahia. Campus Ansio Teixeira.) ; Marluce Maria Arajo Assis (UEFS/NUPISC - Universidade Estadual de Feira de Santana) ; Jos Patrcio Bispo Jnior (UFBA/CAT/IMS - Universidade Federal da Bahia. Campus Ansio Teixeira.FIOCRUZ-ENSP - Fundao Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Sade Pblica) ; Josenildo de Sousa Alves (UEFS/NUPISC - Universidade Estadual de Feira de Santana) ; Iva Karla Silva da Nbrega (UFBA/CAT/IMS - Universidade Federal da Bahia. Campus Ansio Teixeira.) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>A pesquisa avaliou a produo do cuidado no Sade da Famlia (SF). Trata-se de um estudo de caso que utilizou para a coleta de dados um instrumento do  Primary Care Assessment Tool . Participaram do estudo 56 trabalhadores (ACS, auxiliares de enfermagem, enfermeiros, mdicos, ACD, odontlogos). A anlise apontou que as linhas de cuidado ficam diludas no elenco de servios, mas mostram o primeiro ganho do SF  o trabalho em equipe. A ausncia do mdico, em algumas equipes, sinaliza a dificuldade de fixao desse profissional e o limite para expanso e sustentabilidade do programa. Contudo, a ateno de enfermagem e odontolgica fortalece o atributo acesso e porta de entrada, uma vez que os usurios procuram a unidade de sade medida que encontram respostas diversificadas e qualificadas. A socializao das informaes em reunies peridicas, o planejamento participativo, a comunicao informal, os Conselhos Locais de Sade, ainda que no sejam reconhecidos por todos, sinalizam um processo de trabalho diferenciado. Um elenco de servios diversificado apareceu como oportunidade para o fortalecimento da porta de entrada e integralidade. As aes relacionadas criana, mulher, adulto e idoso so linhas prioritrios e reconhecidas pelos trabalhadores, fortalecendo a longitudinalidade. O atendimento domiciliar parece conformar-se ora como uma prtica cuidadora, que desafia a clnica tradicional, ora como extenso dos arranjos instrumentais da clnica. As equipes realizam servios como coleta de exames laboratoriais, dispensao de medicamentos, alm de informaes acerca dos servios de referncias para os usurios. Tais aes aumentam a densidade tecnolgica das equipes e requerem a responsabilizao pelo itinerrio dos usurios, ou seja, um olhar para alm da enfermidade, articulao com os demais nveis de ateno e implicao com os projetos teraputicos, impactando no vnculo, na responsabilidade, na resolubilidade e qualidade da ateno. O cotejamento permitiu visualizar que os trabalhadores tiveram respostas praticamente uniformes, divergindo em questes pontuais, geralmente quando se tratava de alguma ao peculiar ao processo de trabalho de um determinado profissional. Assim, para impactar na qualidade da ateno, necessita-se envolver todos os componentes da equipe, que precisam desenvolver competncias para o enfrentamento dos problemas na conduo das prticas. Apoio Financeiro: Fapesb, Ministrio da Sade (Decit), CNPq. </font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Linhas do cuidado, Micropoltica do trabalho em sade, Sade da Famlia</td></tr></table></tr></td></table></body></html>