<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:77-2</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">77-2</td><td><b>Apoio Matricial (re)significando processos de trabalho em sade no Distrito Sanitrio IV em Joo Pessoa-PB</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Kerle Dayana Tavares de Lucena </u> (SMS-JP - Secretaria Municipal de Sade de Joo Pessoa-PB) ; Marcia Rique Carcio (UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do NorteUFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte) ; Italla Maria Pinheiro Bezerra (UFPB - Universidade Federal da Paraba) ; Ana Karla Sousa de Oliveira (UFPB - Universidade Federal da ParabaUFRN - Universidade Federal do Rio Grande do NorteUFPB - Universidade Federal da ParabaUFPB - Universidade Federal da Paraba) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>CARACTERIZAO DO PROBLEMA: Matriciamento a construo de momentos relacionais onde se estabelece troca de saberes entre os profissionais, de diferentes servios de ateno, envolvidos no cuidado dos usurios. No Distrito Sanitrio IV, o apoio matricial tem em sua composio diversos ncleos de saberes. Este apresenta como mais uma estratgia de ampliao do acesso a um conjunto de prticas cuidadoras, e como um dispositivo que agrega saber e prtica aos cuidados desenvolvidos na ateno bsica. DESCRIO DA EXPERINCIA: O Apoio Matricial resultou num fortalecimento do trabalho em equipe, na maior efetividade do acompanhamento das equipes de sade e na produo de melhores indicadores da ateno bsica. Diante da constatao de algumas fragilidades (nmero de apoio reduzido e rotatividade, agendas atribuladas, entre outras) e experincias compartilhadas entre apoiadores, uma nova conformao do apoio matricial foi pensada. Neste sentido, atualmente a lgica do apoio matricial se d no trabalho em dupla com articulao pela proximidade dos territrios, legitimando assim a proposta do matriciamento e do trabalho coletivo. EFEITOS ALCANADOS: O apoio matricial vem se potencializando por meio da lgica da Educao Permanente em Sade, desenvolvendo aes,como: Construo da sala de situao em todas as unidades atravs da anlise da srie histrica de 2008 com as ESF e pactuao dos indicadores do SIAB relevantes no contexto de cada ESF;Consolidao mensal do SIAB, e conseqentemente monitoramento e planejamento de estratgias para superao das metas dos indicadores junto as ESF; Mobilizao das equipes para atividades contra a dengue, atividades educativas nas escolas, vdeos informativos nas salas de espera das unidades e programas educativos nas rdios comunitrias; Intensificao de reunies com a comunidade, objetivando estimular a populao a construir junto a equipe o processo de trabalho; Implantao do uso da ferramenta de projetos teraputicos singular no cuidado em sade para os casos discutidos em reunies de equipe. RECOMENDAES: A partir da lgica da Educao Permanente em sade no Apoio Matricial foi possvel potencializar as Equipes de Sade da Famlia, estimulando a auto-gesto dos trabalhadores. Recomenda-se a todas as gestes em sade a adotar o apoio matricial no sentido de (re)significar os processos de trabalho em sade, tornando a prtica mais humanizada e integral.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Matriciamento, Processo de trabalho, Educao Permanente</td></tr></table></tr></td></table></body></html>