<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:44-2</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">44-2</td><td><b>CLNICA PSICOLGICA NA ATENO BSICA?</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Flavia Schrder Darski </u> (ESP/RS - Escola de Sade Pblica) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>O trabalho em questo diz de uma reflexo advinda da prtica cotidiana de uma psicloga que realiza a Residncia Integrada em Sade da Escola de Sade Pblica  ESP/RS, com nfase em Ateno Bsica e Sade Coletiva. A profissional/residente pensa a psicologia enquanto instituio que constitui um ponto/parte/ do SUS e, para pensar os atos que advm desta presena/composio, faz um mapeamento do contexto, uma ampliao do olhar para o entorno. Comea pensando o SUS enquanto um territrio especfico, com disputas de conceitos, saberes, poderes, paradigmas, mas tendo como principal caracterstica o fato de ser uma obra aberta, em construo e que permite e demanda anlises e intervenes que operem movimentos em seu campo. Tambm pensa a Sade que vem se revelando um campo de complexidade crescente. A psicloga traz ainda que no Brasil, a concepo de um modelo de Ateno Bsica pretende superar a antiga proposio de carter exclusivamente centrado na doena. Com a consolidao do SUS, comeamos cada vez mais a vivenciar um outro paradigma em sade e, para fazer jus a este novo contexto muitas questes merecem ser refletidas com afinco, entre elas, destaca-se a clnica, incluindo a psicolgica. Quando analisamos este contexto que comeamos a nos aproximar com mais segurana de uma abordagem da questo das relaes entre a psicologia e o SUS. Quais as conexes da psicologia como campo de saber e, mais precisamente, dos psiclogos enquanto trabalhadores, com o SUS? Quais prticas tais psiclogos tm efetuado, quais compromissos tico-polticos tm tomado como prioritrios em suas aes? Pontos que no se separam dos referenciais terico-conceituais que do suporte a estas prticas. Tambm se trata de uma tomada de posio, de atitude, quanto ao que se define como objeto e campo de interveno da psicologia. Trata-se, ento, de uma discusso tico -poltica. Assim, uma constatao: precisamos de equipe, para colocar em prtica dispositivos de ateno. E por que isto? Para trabalhar tendo em vista resolutividade. Sozinhos, enquanto psiclogos, no temos muito o que falar e o que fazer na ateno bsica. somente na nossa capacidade de estabelecer relao com os demais colegas, com a equipe, que vamos ter algo a contribuir com a sade preconizada no SUS. No temos como ignorar a necessidade de uma clnica porosa/transdisciplinar, que permita que no ENTRE os saberes, incluindo o do usurio, a sade acontea. </font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Ateno Bsica, Clnica Transdisciplinar, Psicologia</td></tr></table></tr></td></table></body></html>