<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:32-2</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b></b><br><table width="100%"><tr><td width="60">32-2</td><td><b>Consulta de Enfermagem na formao do Enfermeiro: fortalecendo a adeso do usurio hipertenso</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Naiana Oliveira dos Santos </u> (UNIPAMPA - Universidade Federal do Pampa) ; Vilma Constancia Fioravante dos Santos (UNIPAMPA - Universidade Federal do Pampa) ; Maiana Pinheiro dos Santos (UNIPAMPA - Universidade Federal do Pampa) ; Adriana Roese (UNIPAMPA - Universidade Federal do Pampa) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2>A Hipertenso Arterial Sistmica (HAS) uma doena crnica e o sucesso do tratamento depende da adeso do usurio e da participao dos profissionais da sade (BRASIL, 2006). Neste sentido, a Consulta de Enfermagem (CE) se coloca como uma das aes que possibilita a orientao e o esclarecimento das possveis dvidas que os pacientes possam ter a respeito do autocuidado. Faz-se importante por ser uma atividade, por meio da qual se pode ajudar na conscientizao do paciente hipertenso, a respeito da doena e do seu controle, tornando-os mais ativos no prprio tratamento. Entre as atividades propostas pela disciplina de Sade Coletiva, em uma Estratgia de Sade da Famlia, no municpio de Uruguaiana, RS, as acadmicas desenvolveram CE junto a usurios hipertensos. As consultas eram realizadas mensalmente, no perodo desta prtica disciplinar. Este servio no realizava essa atividade, apenas grupos e visitas domiciliares para este pblico. Ressalta-se que essa atividade proporciona uma ateno individual, complemento as atividades grupais, de cunho coletivo e, com uma viso voltada ao cuidado famlia do hipertenso. Desta forma, possibilita-se a manuteno do vnculo usurios-acadmicas-profissionais de sade, sendo a promoo da sade, baseado o norteador da assistncia. Observou-se que a interveno das acadmicas, na CE, resultou em uma melhora significativa da adeso do hipertenso ao tratamento. Outra questo de extrema importncia foi o sentimento de valorizao desses usurios, durante a consulta e reconsulta de enfermagem. Verificou-se esta realidade, pois os mesmos retornavam consulta, apresentando nveis pressricos mais estabilizados e relatos de pequenas mudanas no cotidiano (alimentao e exerccios fsicos) que os faziam se sentirem mais saudveis. A falta de conhecimento sobre a patologia e seus cuidados, alm da vergonha de questionar o profissional de sade, surgiram em muitas das consultas realizadas pelo grupo. Esta realidade demonstra a importncia do papel do Enfermeiro no processo do cuidado, individual e coletivo, do usurio hipertenso. Acredita-se que essas experincias demonstram a importncia de ser ter a integralidade como eixo condutor das aes de sade (PINHEIRO, 2006). Sugere-se o desenvolvimento de atividades de ensino ou prticas educativas de sade dirigidas ao paciente hipertenso e sua famlia, visando promoo da sade, preveno de complicaes de sua doena e formas de como enfrent-la.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Consulta de Enfermagem, Hipertenso, Sade Coletiva</td></tr></table></tr></td></table></body></html>