<HTML><HEAD><TITLE>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</TITLE><link rel=STYLESHEET type=text/css href=css.css></HEAD><BODY aLink=#ff0000 bgColor=#FFFFFF leftMargin=0 link=#000000 text=#000000 topMargin=0 vLink=#000000 marginheight=0 marginwidth=0><table align=center width=700 cellpadding=0 cellspacing=0><tr><td align=left bgcolor=#cccccc valign=top width=550><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=3><font size=1>9 Congresso Nacional da Rede Unida 2010</font></font></strong><font face=Verdana size=1><b><br></b></font><font face=Verdana, Arial,Helvetica, sans-serif size=1><strong> </strong></font></font></td><td align=right bgcolor=#cccccc valign=top width=150><font face=arial size=2><strong><font face=Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif size=1><font size=1>Resumo:24-1</font></em></font></strong></font></td></tr><tr><td colspan=2><br><br><table align=center width=700><tr><td><b>Poster (Painel)</b><br><table width="100%"><tr><td width="60">24-1</td><td><b>RELATO DE EXPERINCIA ACERCA DAS COMPETNCIAS DO ENFERMEIRO DE UMA UNIDADE DE SADE DA FAMLIA (USF)</b></td></tr><tr><td valign=top>Autores:</td><td><u>Raquel Ptter Garcia </u> (UFSM - Universidade Federal de Santa Maria) ; Bruna Sodr Simon (UFSM - Universidade Federal de Santa Maria) ; Maria Denise Schimith (UFSM - Universidade Federal de Santa Maria) ; Cleusa Leticia Machado Prevedello (UFSM - Universidade Federal de Santa Maria) ; Stefanie Griebeler Oliveira (UFSM - Universidade Federal de Santa Maria) ; Maria de Lourdes Denardin Bud (UFSM - Universidade Federal de Santa Maria) </td></tr></table><p align=justify><b><font size=2>Resumo</font></b><p align=justify class=tres><font size=2><b>CARACTERIZAO DO PROBLEMA:</b> No ano de 1994 surgiu o Programa de Sade da Famlia, o qual teve como principal objetivo a implementao de equipes multiprofissionais, as quais deveriam atuar com aes de promoo, preveno e reabilitao da sade. Nesse sentido, destaca-se a substituio do modelo tradicional biomdico pela adoo do trabalho em equipe, o qual favorece o exerccio da autonomia do profissional enfermeiro perante a realizao de suas atividades. Frente a esta temtica, este relato tem como objetivo expor as vivncias acadmicas de um projeto de extenso desenvolvido na Ateno Bsica, no qual foi observado, principalmente, as competncias do enfermeiro de uma unidade de sade da famlia (UFS).<b>DESCRIO DA EXPERINCIA:</b> As vivncias possibilitaram o contato do acadmico com o enfermeiro e a insero deste nas atividades de sua futura profisso. Pode-se visualizar que o enfermeiro de uma USF necessita competncia, organizao e flexibilidade, principalmente, devido a demanda da unidade. No entanto, diversas vezes, observou-se este profissional realizando atividades administrativas e burocrticas, as quais colaboraram para a sua insatisfao, j que no conseguia realizar outras tarefas de sua profisso. Apesar disso, detectou-se a autonomia do enfermeiro neste local, sendo que lhe so conferidas diversas decises e responsabilidades de todos os processos que envolvem o trabalho da unidade. <b>EFEITOS ALCANADOS:</b> As vivncias possibilitaram detectar que o enfermeiro exerce um papel preponderante na ateno bsica, desde o planejamento das aes at a assistncia, tornando sua ao diferenciada da que ocorre em instituies pautadas no modelo biomdico. Alm disso, este necessita ter uma viso integral de todas as fases do processo evolutivo dos indivduos, uma vez que realiza consultas de enfermagem com os mais diversos tipos de usurios, preconizando a troca de saberes e a participao ativa no processo sade-doena. Observou-se tambm que o relacionamento interpessoal com os integrantes da equipe imprescindvel para o bom andamento do trabalho e consequente promoo de qualidade de vida aos usurios. <b>RECOMENDAES:</b> Recomenda-se que as vivncias sejam estimuladas nos cursos de Enfermagem, uma vez que permitem a insero precoce do acadmico na realidade de trabalho. Assim, acredita-se que se estar contribuindo para a formao de profissionais mais bem qualificados e comprometidos com a sade dos indivduos.</font></p><br><b>Palavras-chave: </b>&nbsp;Enfermagem, Papel do profissional de Enfermagem, Programa Sade da Famlia</td></tr></table></tr></td></table></body></html>